[X]

Identificação do Usuário

[X]

Carrinho de Compras

Seus produtos

Produtos
Remover
Quantidade
Nenhum produto foi adicionado ao seu carrinho

Talmax – Produtos para Prótese Dentária

EXTRANET

Formulário de Login da Extranet

sem comentários imprimir tamanho de texto A+ A-
Vote

Micromotores Marathon – Cuidado com falsificações

A Talmax vem alertar os seus clientes para o falso micromotor Marathon que está sendo comercializado no mercado. “Em virtude de inúmeros contatos e reclamações que recebemos nos vimos na obrigação de informar nossos clientes, para eles também não terem problemas futuros com este produto”, disse Vorlei de Oliveira, diretor de marketing da Talmax. A Talmax é a única representante legal no Brasil dos micromotores e das canetas Marathon. “Nós não recebemos aparelhos para manutenção sem comprovante de origem ou que não constem em nossos lotes, por isso, fazemos este alerta tanto às dentais como aos laboratórios para que tomem maior cuidado na hora da compra e escolham muito bem seus distribuidores”, ressalta.

De acordo com o subgerente comercial da Talmax, Carlos Parise, após receber algumas ligações de parceiros informando a venda do produto pirata no mercado, deu-se início uma pesquisa para constatar a sua venda. “Algumas dentais me passaram o contato de um representante e eu mesmo liguei para pedir o falso micromotor. Realmente, ele me ofereceu o produto a um preço muito abaixo do mercado e queria combinar de me entregar em um lugar neutro, agiu de má fé, como se tivesse consciência de estar fazendo contrabando de uma imitação barata do produto”, declarou Parise. “Acontece que o preço pode ser convidativo, mas é um produto sem procedência, sem garantia, não possui apoio e divulgação como acontecem com os produtos da Talmax. A nossa empresa investe em campanhas de marketing e pós-venda de apoio aos clientes que adquirem o verdadeiro micromotor Marathon, além da assistência técnica adequada”, afirma.

Em recente viagem para a Coreia do Sul, o diretor comercial da Talmax, Diogo Delano de Oliveira, foi até a fábrica SMT – Saeyang Microtech, localizada em Daegu e participou de uma reunião com o presidente Mr. Jung Pil Schin e o diretor comercial Mr. Hum. Entre outros temas debatidos falaram sobre os micromotores falsificados, os quais, através de algumas evidências, constataram que são originários da China. “Nós levamos uma caixa com o aparelho para mostrar a eles, pois não tinham ainda conhecimento da sua falsificação, ficaram surpresos com a cópia grotesca”, disse Diogo.

A Talmax e a Saeyang estão tomando providencias legais, mas alertam os clientes para continuarem exigindo a nota fiscal do produto e, na dúvida, entrarem em contato com a Talmax, pois o comércio desta mercadoria pode ter consequências penais para os envolvidos.

Segue abaixo as principais evidências do modelo falsificado:

sem comentários imprimir tamanho de texto A+ A-
Vote

Enviar comentário

Comentários

Site

Links